Os 7 jogadores mais subestimados da temporada europeia

As discussões sobre futebol são permeadas por conceitos bastante subjetivos. E talvez o maior exemplo disso seja a tendência em apontar um determinado jogador como subestimado ou superestimado. Quantos de nós repetimos ou ouvimos esses termos nas discussões sobre futebol? Assim sendo, eu decidi levantar um questionamento: quem são os jogadores mais subestimados da temporada europeia?

É uma análise bastante peculiar, afinal, há jogadores subestimados de diferentes níveis – mesmo os de elite.

Para criar uma lista mais balanceada, eu decidi estabelecer duas regras: 1 – não repetir jogadores do mesmo time; 2 – incorporar o maior número de ligas possíveis.

Quer descobrir o resultado? Confira a lista dos 7 jogadores mais subestimados da temporada:

7 – Mike Maignan (Lille)

Clubes grandes, corram atrás de Mike Maignan. Foto: Reprodução/LOSC
Clubes grandes: corram atrás de Mike Maignan. Foto: Reprodução/LOSC

O Lille virtualmente classificado para a Champions tem Nicolas Pépé como protagonista. Mas também precisamos falar de Mike Maignan. Aliás, sinceramente não entendo como não há uma fila de grandes clubes atrás dele (alô Barcelona!).

Além de ser um goleiro “fetiche”, possivelmente o melhor da Ligue 1 jogando com os pés, Maignan é top-5 da liga em defesas e tem uma situação contratual muito favorável. Seu vínculo encerra em junho de 2020 e talvez o Lille tenha de vendê-lo por um preço acessível. Maignan is the real deal.

6 – Moussa Sissoko (Tottenham)

Sissoko: de 'persona non grata' a um dos jogadores mais subestimados do Spurs. Foto: Reprodução/Tottenham Hotspur
Sissoko: de ‘persona non grata’ a um dos jogadores mais subestimados do Spurs. Foto: Reprodução/Tottenham Hotspur

Contratado no último dia da janela de verão em 16-17, Sissoko protagoniza uma reviravolta inacreditável em sua trajetória no Tottenham. Nos últimos 18 meses, passou de jogador mais odiado pela torcida a um dos mais importantes do time semifinalista da Champions.

Além de muita perseverança, Sissoko teve personalidade para aparecer no momento que o Spurs perdeu um de seus principais jogadores, Mousa Dembélé. E não limite as virtudes de Sissoko apenas ao seu vigor físico. O francês é habilidoso, sabe sair da pressão e evoluiu em critério com a bola. Sem dúvida, é o mais subestimado dos soldados de Mauricio Pochettino.

5 – Wojciech Szczesny (Juventus)

Szczesny, o goleiro mais subestimado da Europa. Foto: Reprodução/Juventus
Szczesny, o goleiro mais subestimado da Europa. Foto: Reprodução/Juventus

A discussão sobre os melhores goleiros do mundo é tão polarizada (Oblak, De Gea, Alisson, etc) que por vezes esquecemos que há muito talento fora da caixinha. E não há goleiro no mundo mais subestimado do que Wojciech Szczesny.

Estamos falando de uma temporada brilhante em um momento delicadíssimo, afinal, o polonês herdou com dignidade um legado de 17 anos de Gigi Buffon. Szczesny não apenas deu conta do recado, como evoluiu em quase todos os aspectos (reflexo, jogo de pés) e hoje é um arqueiro de elite, ainda que muitas vezes não seja reconhecido como tal.

4 – Javi Martínez (Bayern de Munique)

Javi Martínez: ele ainda não recebe o valor que merecia. Foto: Reprodução
Javi Martínez: ele ainda não recebe o valor que merecia. Foto: Reprodução

Se esta realmente for a última temporada de Javi Martínez pelo Bayern, será uma despedida em grande estilo. Parece contraditório falar em subestimação, afinal, trata-se de um campeão do mundo que custou 40 milhões de euros. Mas acredite: Javi ainda é um dos jogadores mais subestimados da Europa.

Talvez isso se deva aos seguidos problemas físicos, mas o fato é que o espanhol faz uma temporada irretocável. Na Champions, por exemplo, despediu-se como o líder em média de interceptações. Com 30 anos, ainda tem muita lenha pra queimar.

3 – Dani Parejo (Valencia)

Dani Parejo e uma inteira carreira como um dos jogadores mais subestimados do planeta. Foto: Reprodução/Valencia CF
Dani Parejo e uma inteira carreira como um dos jogadores mais subestimados do planeta. Foto: Reprodução/Valencia CF

Em outros tempos, Dani Parejo provavelmente seria o líder dessa lista. É surreal imaginar que este brilhante meio-campista só foi convocado pela primeira vez para a seleção espanhola NO ANO PASSADO. O mundo do futebol aos poucos recompensa Parejo, mas ainda longe da maneira devida.

O fato é que o capitão de 30 anos é o protagonista do Valencia semifinalista da Liga Europa. Sua presença em campo pode ser resumida em três palavras: controle, controle e controle. Joga de terno e sabe o sujar em sua imprescindível contribuição decisiva. Parejo é craque. É provável que, se tivesse sido criado em La Masia, seu reconhecimento seria muito maior.

2 – Georginio Wijnaldum (Liverpool)

Confesso que a regra de delimitar um subestimado por clube foi forçada pelo Liverpool. Afinal, praticamente TODOS os comandados de Jurgen Klopp se enquadram neste perfil. Pensei no capitão Henderson, ou no herói cult James Milner, mas ninguém merece mais um lugar nessa lista do que Wijnaldum.

Não é à toa que o holandês é o meio-campista de Klopp com mais jogos na Premier League e na Champions. ‘Gini’ protege a bola com maestria, distribui o jogo com muito critério e, talvez o mais importante, possui uma consistência invejável. A vaga de Pogba na seleção da Premier League merecia ser de Wijnaldum.

1 – Pablo Sarabia (Sevilla)

Pablo Sarabia: entre os jogadores mais subestimados da Europa, ele é o número 1. Foto: Reprodução/Sevilla FC
Pablo Sarabia: entre os jogadores mais subestimados da Europa, ele é o número 1. Foto: Reprodução/Sevilla FC

Tente encontrar no futebol mundial jogadores mais subestimados do que Pablo Sarabia e falhe miseravelmente. Com quatro temporadas de altíssimo nível em La Liga, sendo esta a mais assombrosa em números (11 gols e 13 assistências), o madrilenho jamais foi convocado para a seleção principal espanhola, mesmo com mais de 60 (!) internacionalizações na base. Até Brais Méndez, com menos de 50 jogos como profissional, passou na sua frente.

Tão espantoso quanto isso é o fato de sua cláusula no Sevilla ser de apenas 18 milhões de euros. É sério. Dinheiro de pinga em um mercado absolutamente inflacionado. Mas para quem foi buscá-lo no Getafe por 1 milhão (esse tal de Método Monchi é bom mesmo), ainda dará lucro.

O que falta para falarmos mais de Sarabia? É um jogador extremamente versátil, criativo e de bom arremate. Ademais, é somente um dos dois jogadores com “duplo-duplo” em gols e assistências no Campeonato Espanhol. O outro? Lionel Messi.

Sem mais.

Agora eu quero ler a sua opinião. Faltou alguém na lista dos jogadores mais subestimados da Europa? Deixa teu comentário aqui embaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *