Apostas #8: Bósnia e recordista Dzeko com valor na Nations

Em reta final de Data Fifa, as seleções tomam conta da oitava seção de dicas de apostas. Na Nations League, a Bósnia apresenta um valor interessante para esta terça-feira (11). Mas também identificamos alguns valores sul-americanos, tanto nos amistosos de futebol quanto no tênis.

Começamos pelos europeus. Bósnia e Áustria prometem um jogo cheio de rivalidade em Zenica. Na última vez que as seleções se enfrentaram, em 2015, a partida foi cheia de polêmicas – incluindo a treta em que Dzeko foi pra cima de Dragovic, além de uma entrada duríssima de Besic no zagueiro austríaco Wimmer.

 

A Bósnia jogou praticamente toda a eliminatória para a Copa em Zenica. Está bem adaptada às condições do acanhado estádio local. Além do mais, a equipe ganhou uma boa notícia: Pjanic, que era dúvida, vai para o jogo.

Também será um jogo histórico para Edin Dzeko, que vai bater o recorde de internacionalizações pela Bósnia (95). A propósito, o atacante tem uma média de gols assustadora pela seleção (52 gols), à frente de lendas como Messi e Cristiano Ronaldo, por exemplo.

A Áustria, por sua vez, tem um retrospecto mediano quando joga longe de seus domínios. Nas eliminatórias, perdeu para Sérvia e País de Gales e empatou com a Irlanda. É provável que, pelas características das duas seleções, a Áustria até tenha mais a bola e crie mais oportunidades. Mas o futebol reativo da Bósnia e o faro de Edin Dzeko podem ser letais. Empate anula da Bósnia é a pedida (odd 1.72). Dzeko para marcar a qualquer altura com odd 2.20 também é uma aposta de muito valor.

De olho nos argentinos

Na América do Sul, Colômbia e Argentina se enfrentam em Nova Jersey. A Colômbia, dirigida pelo interino Arturo Reyes após a saída de José Pekerman, fez um jogo bem aberto contra a Venezuela na semana passada. A Argentina, também com técnico interino (Lionel Scaloni), deu descanso para vários atletas que estiveram na Copa (incluindo Lionel Messi) e naturalmente jogará por um bom resultado para não tumultuar ainda mais o ambiente.

A Argentina tem 24 vitórias em 38 confrontos diretos. Apesar da freguesia, as condições favorecem para que a Colômbia marque pelo menos um gol: jogo em campo neutro, sem a pressão de uma eliminatória e com os colombianos dispondo de inúmeras estrelas, como Falcao, Quintero e Cuadrado. Aposte para ambas as equipes marcarem gol no jogo (odd 1.90).

Finalizamos a seção com o tênis. Novamente com um toque argentino: o ‘hermano’ Marco Trungelliti enfrenta o lituano Laurinas Grigelis no Challenger de Banja Luka, na Bósnia. Ambos vêm de uma disputa do Challenger de Sevilla, onde Trungelliti foi surpreendentemente eliminado nas oitavas de final e Grigelis fez uma campanha surpreendente, furando o qualifying e chegando até as quartas.

Com tempo maior de descanso e mais de 50 partidas no saibro em 2018, desta vez Trungelliti tem tudo para fazer valer o favoritismo. O argentino é superior e bem mais experimentado em nível ATP, e como dificilmente jogará os torneios 250 da próxima semana (Metz e São Petersburgo), virá motivado para chegar longe. Grigelis teve um desempenho atípico em Sevilla e a sequência de seis jogos e uma viagem nos últimos 11 dias devem lhe custar uma eliminação precoce. Aposte em vitória de Trungelliti (odd 1.72).

Apostas de terça:

Bósnia empate anula vs Áustria (1.72) / anytime Dzeko (2.20)
Colômbia x Argentina ambos marcam (1.90)
Marco Trungelliti para vencer Laurinas Grigelis (1.72)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *