5 contratações sem grife para observar na Premier League

A Premier League viveu uma janela de contratações relativamente tranquila para os seus padrões. No entanto, ainda estamos falando da liga com o maior poderio financeiro do mundo, o que naturalmente também se converteu em transferências estratosféricas. Como exemplo, podemos citar as de Harry Maguire (Manchester United), Nicolas Pépé (Arsenal), Rodri (Manchester City) e Tanguy Ndombélé (Tottenham).

Entretanto, no meio das movimentações dos grandes clubes, não perca de vista contratações sem grife que também podem causar impacto.

Usar o termo “sem grife” no mercado de contratações da Premier League soa como paradoxo. Afinal, sabemos que mesmo as transferências mais alternativas movimentam uma quantia considerável. Contudo, há uma possibilidade de você não ter dado muita atenção para grandes negócios feitos sem holofotes. E se isso aconteceu, é melhor olhar com mais carinho.

Sendo assim, confira abaixo as cinco contratações sem grife para observar na temporada 19/20 da Premier League:

Callum Robinson (Sheff Utd)

Callum Robinson foi destaque do Preston na última temporada. Foto: Divulgação/Sheffield United
Callum Robinson foi destaque do Preston na última temporada. Foto: Divulgação/Sheffield United

O Sheffield United é o time menos midiático da Premier League. Mas se você está procurando por um nome que pode surpreender, a resposta é Callum Robinson.

Robinson vem de uma temporada especial pelo Preston na Championship, marcando 12 gols – mesmo perdendo 4 meses por lesão. Nesta janela, o atacante foi trazido por menos de 8 milhões de euros e parece pronto para o próximo nível. O meia-atacante é habilidoso e muito clínico nas finalizações, qualidades que já entraram em evidência em sua ótima pré-temporada. Fique de olho.

Che Adams (Southampton)

Che Adams se destacou na Championship e agora jogará no Saints. Foto: Divulgação/Southampton
Che Adams se destacou na Championship e agora jogará no Saints. Foto: Divulgação/Southampton

Atacante de muita energia, força física e olho para o gol, Che Adams fez a temporada da vida em 2018/19. Os 22 gols pelo Birmingham na Championship fizeram o Southampton buscá-lo por 16,7 milhões de euros.

Aliás, o Saints de Ralph Hasenhüttl promete ser uma grata surpresa nesta temporada. E Che Adams é peça fundamental para que essa expectativa se concretize. Na pré-temporada, o atacante somou uma boa quantidade de gols e mostrou que pode formar uma parceria de ataque intrigante com Danny Ings.

Dennis Praet (Leicester)

Dennis Praet chegou ao Leicester no último dia de transferências. Foto: Reprodução/Leicester
Dennis Praet chegou ao Leicester no último dia de transferências. Foto: Reprodução/Leicester

O Leicester provavelmente fez a melhor janela de transferências fora do top-6 da Premier League. E trazer um jogador do calibre de Dennis Praet no deadline day por menos de 20 milhões de libras foi um dos feitos mais inacreditáveis do clube.

O belga é um jogador extremamente voluntarioso e de muito critério com a bola no pé. Sem contar o fato de carregar quase 100 partidas na competitiva Serie A italiana.

É verdade que o Leicester tem muitas opções de qualidade para a função, como Ndidi, Tielemans, Choudhury e Adrien Silva. Também pesa contra Praet o fato de não ter feito a pré-temporada com os Foxes. Entretanto, ainda assim eu consigo imaginá-lo causando impacto a partir desta temporada.

Leia também:
Domínio da Premier League na Europa: até onde vai?
Os 7 jogadores mais subestimados da temporada europeia

Leandro Trossard (Brighton)

Leandro Trossard: a geração belga continua se renovando. Foto: Reprodução/Brighton
Leandro Trossard: a geração belga continua se renovando. Foto: Reprodução/Brighton

O Brighton de Graham Potter promete romper com a identidade que caracterizava o time, ensaiando um futebol mais propositivo para essa temporada. E dentro desse contexto, Leandro Trossard tem tudo para aparecer com destaque na elite do futebol.

O belga é a contratação mais cara da história do Brighton (20 milhões de euros), mas pode causar ainda mais alarde. Trossard se destaca pelas jogadas insinuantes pela esquerda e pela mentalidade ideal para triunfar neste nível. Aos 24 anos, Trossard terminou a última temporada com 22 gols, 11 assistências e com a faixa de capitão do time campeão belga.

Philip Billing (Bournemouth)

Philip Billing ganha uma justa oportunidade de permanecer na Premier League. Foto: Reprodução/Bournemouth
Philip Billing ganha uma justa oportunidade de permanecer na Premier League. Foto: Reprodução/Bournemouth

Se você teve coragem de assistir alguns jogos do Huddersfield, saco de pancadas da última Premier League, você pode ter percebido que Philip Billing foi um alento em meio ao baixo nível da equipe. Mas se esse detalhe passou despercebido, Billing está pronto para ganhar a atenção que merece, agora com a camisa do Bournemouth.

Com a lesão de Dan Gosling, Billing deve começar a temporada como titular do time de Eddie Howe e tem futebol para atingir um novo patamar. O dinamarquês é um grande acréscimo em termos de intensidade, força física e capacidade de recuperar bolas, um mix que pode fazer com que os 16,5 milhões de euros investidos pelo Bournemouth se tornem em uma mera barganha.

E para você, quais outras contratações alternativas da Premier League também possuem um bom custo-benefício? Deixe seu comentário com mais lembranças de contratações que podem surpreender nessa temporada!

Além disso, aproveita pra seguir a nossa página no Twitter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *